Olhando pra sempre

Podia ficar olhando pra sempre esta foto de Lucas Samaras

[Baixe este post como um e-book]

Lucas Samaras

Lucas Samaras

Algumas fotografias me arranham por dentro, me tiram completamente a sobriedade.
Vou diluindo, aguçando os sentidos, os instintos.
Daí o coração acelera, a respiração fica ofegante, as mãos gelam.
Fico imersa no mais completo silencio, até que um corpo grita. Grita alto!
E eu sinto um turbilhão de sensações completamente inexplicáveis.
Entorpecida fico ali.. naquele corpo. Completamente entregue e presa à ele.

Poderia ficar olhando pra sempre essa foto de Lucas Samaras.
E nem se não quisesse, essa fotografia ficou marcada em meu corpo, pra sempre.
Não consegui sair imune do mundo surreal que Samaras me levou.
É algo tão denso, tão tórrido que desestabiliza, tira tudo do lugar, desvia o caminho.

É impossível definir com palavras essa experiência.
Toda e qualquer fica tão vazia perto do que sinto com essa fotografia.
Acho que depois dessa foto, eu tou enxergando mais.
Mais além, muito, muito além.
E há tempos não sentia algo tão bom.

Share Button

Comentários

  1. Quando me acontece de ecoar outra alma na minha, também sinto isso tudo.
    É quando o sentido da existência se torna palpável por uma fração de segundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *