Olhando pra sempre

Podia ficar olhando pra sempre esta foto de Anders Petersen

[Baixe este post como um e-book]

Anders Petersen

Anders Petersen

Olhos nos olhos. Machuca. Pesa no coração. Pesa na alma. Fico em uma ânsia por lágrimas… Uma única que seja. Algumas vezes dói tanto que é impossível chorar. E secos, meus olhos ficam estáticos, entregues à esse olhar doído, vago, insano. Esse olhar dilacera. Talvez a beleza esteja justamente nisso. E ele grita com tanta calma que assusta, sufoca. Nunca um olhar me feriu dessa forma. Uma dor pulsante, visceral. Dói. Muito. Chega a ser exaustivo.

Alguém poderia dizer agora que essa fotografia me fez mal. Sim, a senti como um soco no estômago. Mas eu diria que fazia tempo que não sentia algo tão forte, tão devastador e tão lindo ao mesmo tempo. A vida ensina para gente que a dor nos dá forças. E eu aprendi um pouco mais sobre isso diante dessa fotografia.

Podia ficar olhando pra sempre, sem piscar, essa foto de Anders Petersen. Não dá para fugir dessa dor. Não posso e não quero.

*Conheci o trabalho de Anders Petersen hoje a tarde e estou de queixo caído até agora. A dica preciosa foi de Fábio Messias (que já passou pelo FlickrWeek inclusive).

 

Share Button

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *