Autografia

Edouard Fraipont

[Baixe este post como um e-book]

Depois do nosso recesso de fim de ano, voltamos com o nosso primeiro autografia de 2014, com o fotógrafo Edouard Fraipont.

Um indeterminado | Edouard Fraipont

Um indeterminado | Edouard Fraipont

O que você fotografa? O que você gosta de fotografar?

Vou preferir juntar as duas perguntas.
Fotografo de fato diversas coisas com intuitos diferentes. Felizmente nada que eu desgoste. Talvez somente certas fotografias sejam mais importantes que outras. Fotografo luz e movimento. Simplesmente a luz, a luz incidindo na lente, no filme, nas coisas e o movimento provocados por corpos, pessoas, atuando e se iluminando ou sendo iluminadas frente à câmera. Isto é em parte o que fotografo e certamente o que mais gosto de fotografar. Atualmente também fotografo outras coisas como obras de arte e exposições, o que também gosto de fotografar porque gosto de arte e este trabalho me sustenta. Também fotografo coisas para me lembrar delas, faço isto porque me é útil, muitas vezes útil somente por um tempo e depois posso descartá-las. Também fotografo minha intimidade, não de forma compulsiva, e creio também para lembrar dela mas principalmente para transformá-la em imagem. Gosto de fotografar presenças para transformá-las em ficções e ficções para transformá-las em imagens reais.

A period in Britain | Edouard Fraipont

A period in Britain | Edouard Fraipont

_

Edouard Fraipont vive e trabalha em São Paulo, Brasil. É formado em Cinema, pela Escola de Comunicação da FAAP, e em Filosofia, pela FFLCH da USP. Foi contemplado com o prêmio Marc Ferrez de 2010 e atualmente está em exposição na Casa das Rosas, em São Paulo, até o dia 16 de fevereiro.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *